OZÔNIO

CAMADA DE OZÔNIO

Presente na estratosfera entre 15 e 35 km acima da superfície da terra. Está constantemente sendo gerado e degradado. Com a evolução humana tem havido perdas por gases fréons em aerossóis propelentes e aparelhos de refrigeração, poluição do ar, processos químicos e fotoquímicos, aviação estratosférica, dentre outros.

RADIAÇÃO UV E A CAMADA DE OZÔNIO

Redução global de 12% por década. A cada redução de 1%: aumento de 4% do câncer de pele e de até 0.8% da catarata.

A RADIAÇÃO UV PODE CAUSAR

a) Efeitos agudos (queimadura solar, foto toxicidade).

b) Desenvolvimento de modificações actínicas (rugas, envelhecimento precoce da pele).

c) Desenvolvimento de lesões pré-malignas (ceratoses solares) e malignas (melanomas, carcinoma basocelular e espinocelular).

d) Incompetência imune seletiva.

e) Pterígio e pinguécula.

f) Ceratites.

g) Catarata precoce.

h) Maculopatia solar, hemorragia intraocular e envelhecimento precoce do epitélio da retina.

i) Aproximadamente 40 tipos de doenças podem ser causados ou agravados pela exposição solar.

CAUSA E EFEITO DA RADIAÇÃO UV E A OCORRÊNCIA DE DANOS OCULARES

- Pterígio – UVA/UVB

- Catarata – UVA/UVB

- Fotoceratites – UVA/UVB

- Uveítes – UVA/UVB

- Lesões retinianas (DMRI) – UVA/UVB e porção do espectro visível (luz azul)

OS EFEITOS DELETÉRIOS DA R-UV DEPENDEM DA:

a) Duração da exposição.

b) Frequência da exposição.

c) Intensidade da radiação solar baseada na latitude.

d) Reação baseada na constituição genética.

e) Reação baseada na cor e fototipo da pele.